Contrate| Síndico Profissional

PRECISANDO DE UM SÍNDICO PROFISSIONAL?

Mais tranquilidade para o seu dia-a-dia

O síndico tem como suas atribuições cumprir todas as obrigações legais do condomínio, garantir o perfeito estado da infraestrutura e ser um ente agregador nas relações entre os moradores.

O que faz um síndico profissional?

Quando um condomínio contrata um Síndico Profissional, ele espera que uma série de tarefas sejam executadas. A lei também define algumas obrigações do trabalho do Síndico. Algumas tarefas acontecem em todos os condomínios, outras vão depender da configuração daquele condomínio. Antes de citar as obrigações, vamos imaginar como é um dia típico na vida do Síndico Profissional? 

A rotina dele se divide entre visitas e planejamento. As visitas ao condomínio costumam ocorrer semanalmente, conforme o acordo feito na contratação. Nesse momento, o Síndico Profissional vai conversar com a equipe do condomínio, talvez com alguns moradores também, visitando os espaços e entrando em contato com a realidade do condomínio. Já os momentos de planejamento são feitos no escritório ou na casa do profissional. É quando ele procura soluções para os problemas que surgirem e pensa em melhorias para a comunidade. 

Com a tecnologia, muito desse trabalho é feito remotamente. É comum encontrarmos síndicos com mais de um condomínio. Eles conseguem trabalhar assim porque não precisa estar sempre lá, nas dependências do condomínio. O contato com a equipe, os moradores e os fornecedores pode acontecer em qualquer lugar. As visitas geralmente acontece somente em alguns casos. Isso garante flexibilidade ao Síndico Profissional, que pode ajustar o trabalho de acordo com a sua agenda.

Agora que já visualizamos a rotina do Síndico Profissional, vamos ver o que os deveres dessa função:

  • Administrar o condomínio;
  • Cuidar e gerenciar os fundos de reserva;
  • Lidar com as demandas dos moradores e mediar conflitos;
  • Organizar o cronograma de obras e manutenções;
  • Fiscalizar a inadimplência e as ações judiciais do condomínio;
  • Organizar as reuniões de assembleia e garantir que os moradores sejam notificados;
  • Coordenar a equipe de funcionários contratados e terceirizados;
  • Garantir a organização e preservação das áreas comuns do condomínio, como salão de festas e piscinas.

A prática é totalmente legal e começou a se popularizar após a chegada do Novo Código Civil, em 2002. Com isso, o Art. 1.347 (Lei Federal 10.406/02) permite a contratação de um síndico profissional:

“A Assembleia poderá escolher um síndico, não condômino, para administrar o condomínio, por prazo não superior a dois anos, o qual poderá renovar-se”.

O que é preciso para ser um síndico profissional?

Essa é uma pergunta bastante comum. Muitos querem ingressar na profissão, mas para isso é preciso ter o conhecimento necessário para atuar em condomínios. Aqui vai uma lista das habilidades necessárias ao Síndico Profissional:

  • Inteligência emocional para lidar com crises e promover uma resolução de conflitos;
  • Conhecimento em áreas como administração, contabilidade, finanças, recursos humanos, direito, entre outras;
  • Boa comunicação para cultivar o bom relacionamento com condôminos e funcionários;
  • Organização para gerir mais de um condomínio ao mesmo tempo;
  • Ter disciplina para trabalhar de forma autônoma e independente.

E onde alguém consegue adquirir todos esses conhecimentos? Existem cursos e certificações que buscam formar Síndicos Profissionais de qualidade e posicioná-los no mercado. A lei brasileira não exige que o síndico tenha concluído um curso específico, por exemplo. Mas o mercado sabe que síndicos de qualidade são aqueles com bastante conhecimento. E esses cursos e certificações garantem isso. Garantem que o síndico esteja preparado para seu trabalho.

Share

Inscreva-se em nossa newsletter!

Cadastre-se para receber novidades da Premier Multiserviços!

    [recaptcha]